0%

Gigacast #05: As origens da Capcom


Quem nunca jogou videogame e tentou dar um hadouken? Street Fighter é um nome bastante conhecido em jogos, não? As pessoas que acompanham games sabem que eles sempre tiveram nomes por trás e que as coisas são muito mais autorais do que o leigo pensa. Logo, vamos falar da gênese de uma das mais importantes empresas de videogame, que resiste – entre altos e baixos – até hoje: a Capcom!

É neste ambiente chato e cheio de trabalho escravo que seus sonhos são produzidos.

É neste ambiente chato e cheio de trabalho escravo que seus sonhos são produzidos.

Capcom é símbolo de duas jogadas na indústria dos games através dos tempos: os japoneses fazendo algo diferente do que os americanos tinham em mente, produzindo jogos mais abstratos, rápidos e inventando ou adotando as regras que os orientais ofereceram ao mundo e que agora são padrão em design de jogos. Enquanto isso os EUA produziam jogos que procuravam seguir a lógica da realidade, maturidade e grafismo, principalmente com jogos para os computadores (text-adventures e jogos de esporte). A narrativa era algo forte aqui pelas Américas e era incorporada do jeito que dava em seus jogos.

A outra Capcom simbolizadora da história foi a Capcom que se rendeu ao ocidente, misturando tudo que o Japão adotou com os então brinquedos-videogames com as próprias narrativas “Spielberguerianas” da vida. Isso fica muito mais forte a partir de meados dos anos 90. Se videogames ainda não se tornaram todos walking simulators e jogos para velho aplaudir, dê graças aos japoneses e suas esquisitices.

Seus jogos favoritos nascem dentro de selvas de pedras como essa em Vancouver. Evidentemente toda empresa deseja ter um escritório no meio de uma simulação de verde na cidade.

Seus jogos favoritos nascem dentro de selvas de pedras como essa em Vancouver. Evidentemente toda empresa deseja ter um escritório no meio de uma simulação de verde na cidade.

Nascia em 30 de Maio 1979, bem ainda na febre do Atari 2600 no exterior, a Japan Capsule Computers, que pouco tempo depois ficou conhecida apenas como CAPCOM, uma abreviação para Capsule Computers, a japonesa é hoje uma das 50 maiores desenvolvedoras de software do mundo. Seu nome original em sua data de nascimento da verdade era IRM Corporation e sua sede fica em Osaka. O objetivo, como muitas outras era de produzir novas máquinas de jogos. Máquinas no sentido da ainda novidade que chamamos de “arcade”. Máquinas operadas com moedas, e não fichas, como era aqui no Brasil.

Distribuidora Capcom

Muita gente não sabe, mas a Capcom além de fazer jogos, também distribui títulos americanos no Japão bastante improváveis para sua crença, como GTA.

O primeiríssimo jogo da empresa se chama Vulgus publicado por SAMBI, que foi o nome que surgiu entre o período de IRM e Capcom. Capcom foi um nome concebido apenas em 1981 e surgiu mais como uma divisão que somente venderia software, invés de arcades. Lançado em 1984, Vulgus era obviamente um shooter espacial, já que o Japão sempre pega as tendências norte americanas e as transforma com sua própria perspectiva cultural, que envolve até a parte da gameplay de um jogo.

Como o fascínio americano naquela época era a exploração da humanidade que se iniciava em territórios além do planeta Terra, é fácil de se imaginar que praticamente qualquer título de jogo eletrônico se aproveitava desse fascínio produzindo jogos espaciais, e além do mais, um fundo escuro, como o mesmo do infinito espaço que nos cerca além de nosso planeta é tudo que um programador precisava para conseguir ter sucesso na hora de programar um jogo, dadas as limitações da época. A maior contribuição de Vulgus com certeza foi de estabelecer a base para o nascimento do jogo 1942 e também, porque nao, sua franquia.

Existem até cafés da Capcom, que comercializam pratos baseados nas comidas de seus jogos.

Existem até cafés da Capcom, que comercializam pratos baseados nas comidas de seus jogos.

A divisão Capcom também estabeleceu em 84 escritório nos Estados Unidos, e em 1989 todos os nomes de empresas que você ouviu até agora, se juntaram e mudaram de endereço de sua sede no Japão, visto que sua expansão era notável.

Nessa altura a empresa já tinha colocado no mundo grandes nomes e franquias reconhecidas por qualquer amante de games: Ghosts’n Goblins, de 85, Street Fighter e Megaman de 87 e Final Fight de 89.

Dentro da Capcom temos subdivisões que ficavam encarregadas por certas gamas de jogos, então vamos conhecê-las:

Estúdio de Produção 1

Está por trás de jogos de luta como Marvel vs Capcom e SNK vs Capcom; Devil May Cry e Monster Hunter são outras franquias de sucesso no qual a divisão trabalham. Eles também desenvolveram o agradável port de Link to the Past: Four Swords para o Game Boy Advance. Não é todo mundo que sabe, mas a Capcom fez alguns títulos de Zelda para portáteis da Nintendo, incluindo meu favorito: Minish Cap.

Devil May Cry é o jogo que consegue elevar o morto gênero beat’em up, levando a jogabilidade para o mundo 3D de forma digna.

Devil May Cry é o jogo que consegue elevar o morto gênero beat’em up, levando a jogabilidade para o mundo 3D de forma digna.

Estúdio de Produção 2

Temos Megaman Battle Network, uma linha de jogos da série Capcom que é enormemente popular no Japão, tendo até ganhado um anime por lá. Esta divisão também é responsável por alguns outros jogos do Megaman.

Outra série que agora descansa mas chegou a receber pelo menos três títulos principais foi Onimusha. Por fim, também desenvolveram alguns jogos de Street Fighter, como uma das re-edições de Street Fighter III.

Onimusha 3, outro Hack’n Slash na linha ainda de Devil May Cry, conta com atores famosos, como Jean Reno em sua versão tridimensional.

Onimusha 3, outro Hack’n Slash na linha ainda de Devil May Cry, conta com atores famosos, como Jean Reno em sua versão tridimensional.

Estúdio de Produção 3

Fez títulos das franquias Resident Evil e da série Megaman X. Outros títulos avulso que eles desenvolveram foram: Dino Crisis, Magical Quest Starring Mickey & Minnie, Final Fight One e Breath of Fire IV.

Resident Evil define como jogos de terror funcionam. Para sempre.

Resident Evil define como jogos de terror funcionam. Para sempre.

Estúdio de Produção 4

Killer 7, alguns jogos Resident Evil, Dino Crisis também, Steel Battalion, o obscuro de Game Cube PN 03, os Phoenix Wright originais de GBA, e alguns jogos Devil May Cry.

Kiler 7 é abstrato, violento e esquisito. Essa é a vertente dos diretores malucos na parte dos videogames.

Kiler 7 é abstrato, violento e esquisito. Essa é a vertente dos diretores malucos na parte dos videogames.

Estúdio de Produção 5

Ficou responsável por 1942, Mega Man, Commando, Ghosts’n Goblins e também a versão de Darkstalkers para PSP.

Estúdio de Produção 6

Estúdio de Produção 6 foi fechado, mas eles fizeram alguns cults como Chaos Legion e Catan.

Estúdio de Produção 7 ?!

É desconhecido, mas já que existe o estúdio 8, assumimos que exista um sétimo, se ele não tiver sido fechado em algum momento.

Estúdio de Produção 8

Fez poucos jogos como Maximo (jogo de PS2), mas foram o primeiro estúdio ocidental da Capcom. O estúdio foi fechado após o lançamento do terrível Final Fight Streetwise.

Subsidiárias da Capcom e outras relações

Agora quando mexemos em nomes e estúdios, temos de considerar também suas subsidiárias, que são por exemplo a Flagship Co., responsável pela franquia Onimusha, os jogos portáteis de Zelda (Oracle, Season of Age e Minish Cap). Fizeram dois títulos da franquia Kirby para portátil, mas foi fechado também e seus funcionários rumaram para a Capcom primária.

O famoso e breve Clover Studio Co. fez cults amados como Okami, God Hand e Viewtiful Joe. Eles fecharam o estúdio, Mikami, que participava do mesmo teve uma turbulenta saída e os outros talentosos funcionários formaram a premiada Platinum Games.

The Legend of Zelda desde os anos 80 é umas das franquias mais importantes da gigante Nintendo. É incrível que a Nintendo tenha confiado na Capcom para desenvolver alguns títulos para portáteis. Isso mostra competência da Capcom como desenvolvedora.

The Legend of Zelda desde os anos 80 é umas das franquias mais importantes da gigante Nintendo. É incrível que a Nintendo tenha confiado na Capcom para desenvolver alguns títulos para portáteis. Isso mostra competência da Capcom como desenvolvedora.

Capcom Forever

Hoje a Capcom continua a produzir jogos firmemente, com seus altos e baixos, e todos os erros e acertos que uma empresa tem direito a cometer.

Resident Evil conseguiu retomar sua força com o sétimo capítulo principal, Monster Hunter é sucesso absoluto no Japão e tenta maior penetração no mercado americano.

Street Fighter, em sua quinta edição, busca o renascimento com sua recém lançada Arcade Edition. Enquanto isso, outras grandes franquias continuam na geladeira, como Final Fight e Ghosts ‘n’ Goblins.

SHARE
Confira mais atrações!
Tocar Capa
Participantes